A fazendeira norte-americana Sara Nisevic vive em uma distante zona rural com seus xodós – vários cãezinhos que ela foi adotando ao longo do tempo.

Como o local é muito grande, é normal deixar os cães livres para brincarem com os outros animais da redondeza.

”Eles sabem voltar para casa e sabem que sempre tem comida e água do lado de fora para eles, então não fico muito preocupada em deixá-los brincar na propriedade”, afirma ela.

Em uma dessas andanças pela fazenda, os cães de Sara voltaram com uma incrível surpresa para a mãe – um novo cãozinho!

“Quando eu fui checar como eles estavam vi que tinha mais um integrante na trupe. Era um cachorrinho marrom muito animado”, disse a fazendeira. “Ele correu em minha direção e começou a pedir cafuné. Eu senti um vínculo instantâneo com ele e sabia que deveria adotá-lo”.

Sara suspeita que o cãozinho tenha sido abandonado. “Vivemos no meio do nada e conhecemos todos os cães da redondeza”, comentou. “Infelizmente, a área é conhecida por ser um local onde se abandona cães.”

Strudel foi acolhido pela mulher enquanto ela tentava encontrar seus donos, mas mesmo depois de muita procura não conseguiram identificá-lo(a).

“Strudel é muito educado desde o primeiro dia em que o conhecemos”, disse a mulher. “Quando o chamei para entrar em casa pela primeira vez, ele hesitou no começo, mas assim que entrou, se sentiu parte da família.”

Para deixar o doguinho mais à vontade, sua nova mamãe fez uma grande cama para ele e Serena, uma cadela que Sara havia resgatado anteriormente.

Serena não sentiu nenhum ciúmes de seu novo irmão, pelo contrário, foi extremamente acolhedora com ele.

“Desde então, eles dormem juntos naquela cama todas as noites”, disse Sara.

Como Sara não encontrou os donos de Strudel, agora ele é oficialmente da família!

Além disso, o pequeno faz questão de demonstrar sua gratidão por poder ter um lar todos os dias.

“Ele gosta de deitar na minha cama e me abraçar”, disse a mulher. “Lá fora ele é muito brincalhão e está sempre mordendo as pernas da Serena para chamá-la para brincar, já que é a única coisa que consegue alcançar.”

“Strudel nos acompanha para acampar, viajar, ir ao rio e comer sua comida favorita (que é toda comida, até onde sabemos)”, disse a mulher. “Honestamente, sabíamos que Strudel era nosso cãozinho no minuto em que o vimos.”

Bem… às vezes você adota um cachorro, às vezes um cachorro adota você!