Bob passou por um momento complicado quando caiu e acabou quebrando seu pescoço – embora na maioria dos casos quando isso acontece é fatal, Bob teve de certa forma muita sorte além de ajuda de sua grande amigo peludo.

Durante 24 horas, o homem ficou naquela situação traumática sem poder se mexer e com muito frio – pior, não havia ninguém para ajudá-lo. Foi o cão que o manteve em uma temperatura segura para que não morresse congelado.

O cãozinho latia sem parar para pedindo ajuda. O acidente aconteceu quando ele estava cortando lenha em um lugar a poucos metros da sua casa. Ele usava poucas roupas e apenas um chinelo, e quando a temperatura começou a cair, seu cobertor foi seu amigo fiel.

A temperatura que estava em torno de -4C, era fatal para ele se não fosse seu cão, que se chama Kelsey. Ele foi um grande herói esquentando o seu dono por tanto tempo. Se não fosse ele, certamente Bob não teria sobrevivido.

“Eu estava pedindo ajuda, mas o meu vizinho mais perto fica a cerca de 400 m de distância e era 22:30. Meu cachorro veio me salvar”, disse o homem.

O cãozinho Kelsey é da raça Golden Retriever e tem 5 anos e graças a sua linda atitude de lealdade, ele conseguiu salvar a vida de seu pai.

“O Kelsey ficou latindo o tempo todo, como se ele tivesse pedindo ajuda. Ele não saiu do meu lado, me manteve alerta e quente, eu sabia que tinha que ser forte, e era minha escolha permanecer vivo”.

Somente pela manhã, foi que seu vizinho ao ouvir os latidos do cãozinho incessantemente, resolveu ir checar o que estava acontecendo e os encontrou e chamou o resgate. Quando Bob chegou no hospital, sua temperatura estava muito abaixo do normal – 21ºC. Os humanos mantêm a temperatura normal corporal de 37ºC e a hipotermia pode ocorrer quando o corpo cai abaixo de 35ºC.

Bob surpreendente me se recuperou muito rápido da lesão do pescoço. “Depois da cirurgia, milagrosamente, ele começou a mover suas extremidades com maior força”, disse Chaim Colen, MD, Neurocirurgião do Hospital McLaren Northern Michigan.

Nos casos como esse, em que as pessoas sofrem essa lesão na medula espinhal, a grande parte delas não conseguem se mexer novamente. Bob ainda precisa fazer sessões de fisioterapia

extensa para poder recuperar todos seus movimentos, mas os médicos estão confiantes que logo ele estará bom novamente.

“Agradeço muito aos 2 heróis”, comentou Bob. “O meu cãozinho que me manteve aquecido, que ainda ficou latindo pedindo ajuda. Ao Dr.Colen que salvou minha vida e ainda conseguiu fazer eu ter meus movimentos de volta. Eles são os grandes heróis da minha vida, serei eternamente grato”.