Cachorro que ‘visitava’ diariamente a loja da Casas Bahia em Suzano é adotado por funcionário

Depois que a história de Dock se tornou viral no Twitter, o site razões para acreditar foi apurar a história do pequeno cachorro que havia sido visto dormindo em sofa da rede de lojas.

Pois bem, depois que apuraram a história, descobriram que o caso aconteceu na loja de Suzano, em São Paulo, e segundo o gerente dessa unidade, Wilson Moreira, já fazia mais de um mês que eles recebiam a visita deste catioro de quatro patas.

“Aqui já temos uma rotina voltada a sempre ajudar, pois, por ser uma região central, sempre aparecem animais por aqui”, disse ao Razões.

Em nota ao site, a assessoria da Casas Bahia informa que “a empresa parabenizou a equipe e estima que atitudes como essa sejam exemplos a serem seguidos por outras unidades e lojas que representam a marca”.

Nos dias em que o cachorro se “hospedou” na loja, o funcionário Henrique Ferreira, de 33 anos,  já estava de olho nele. “O pessoal falava, por que você não adota ele, até que um dia, no fim do expediente, ele estava me esperando.”

E na noite do dia 26 de maio, no sábado, Henrique decidiu levar seu novo amigo para casa.

E como podem ver pela foto abaixo que deixamos abaixo, ele foi embora bem tranquilinho!

Agora, o “cachorro da Casas Bahia”, como ficou carinhosamente conhecido, é do Henrique e se chama Dook.

“Ele já está no meu coração, a bondade e a gratidão dele foram suficientes para eu esquecer qualquer dificuldade. Hoje tenho um amigo, um filho de quatro patas”, conta Henrique, que diz ainda que recentemente foi assaltado violentamente. Levaram seu carro, que ele está pagando até hoje.

Apesar dos problemas financeiros, eu não pensei duas vezes de levá-lo pra casa. Peguei um pouco de ração da minha mãe e no dia seguinte comprei no cartão um pacote de ração de 15 kg e uma coleira. Um amigo, que eu divido moradia comigo, fez uma casinha improvisada com um edredom quentinho.”

Quando ele quer fazer suas necessidades na rua, ele me chama. Amei isso, pois, já que estou gordinho, ele está me incentivando a andar com mais frequência”, brinca.

Vamos relembrar o comecinho dessa linda maravilhosa

Para quem não lembra, ou não conhece, a história do Dook, a gente vai ajudar você. Ele ficou famoso no twitter, após um tweet da estudante, Paula Karoline Severo Bittencourt, de 17 anos.

“Fiquei surpresa com a atitude da loja, muitas vezes vemos os funcionários tocando os bichinhos pra fora, corta o coração ver isso, mas quando vi ele deitadinho no sofá da loja com aquele frio lá fora, meu coração ficou quentinho”, relatou a jovem ao Razões para Acreditar.

A gente se junta ao pessoal do Razões e desejamos ao Henrique e ao Dook a maiores das felicidades. Esse é um tipo de notícia que realmente aquece o coração da gente!

Atualização!

Muita gente sugeriu ao Henrique criar uma vaquinha para comprar uma casinha para o Dook e também ração, já que ele passa por problemas financeiros. Quem puder contribuir é só clicar aqui.


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado

Adaptação por Portal do Animal, da matéria originalmente criada por Razões para Acreditar

Estudante se torna ‘mamãe’ de um burrinho que só precisava de carinho
Exausto e de olhos lacrimejantes. Urso polar aparece em cidade na Sibéria
Jovem recebe visita “mágica” de pequena borboleta e comove as redes sociais
4 quadrinhos hilários explicando porque os gatos são melhores que os cachorros
Foto de cachorro abraçando seu amigo em abrigo viraliza e acaba salvando as suas vidas
Cachorro perdido pede ajuda em farmácia e recebe o melhor atendimento que podia imaginar
Cachorro abandonado com cadeirão e TV pensava que seu dono voltaria para pegar ele
4 ingredientes naturais que ajudarão a fortalecer as articulações do seu cachorro
Gato se esconde em carro e aparece no velório de dona que morreu em acidente de ônibus
Morreu Grumpy, o gato que inspirou milhões com seus memes na Internet
Gato estraga fones de ouvido, dono reclama, e ele volta com uma cobra como “substitutivo”
Gatinha recém-nascida não para de sorrir após ser resgatado das ruas