ANÚNCIO

Poucas coisas são mais atraentes para um cachorro do que uma um saco de lixo aberto.

Infelizmente, a antiga família de Coby, de 2 anos de idade, estava cansada ​​de o ver cavar no lixo e decidiram acabar com o seu comportamento no final de novembro, deixando o inocente cachorro no abrigo de Fairfield County, na Carolina do Sul.

ANÚNCIO

De repente, longe de sua família e de sua casa, Coby ficou aterrorizado e os voluntários não puderam deixar de sentir pena dele.

“Ele está perdido de medo … quase como estaria uma fera fora do seu habitat… mas ele não rosnou ou tentou morder nem uma única vez”, escreveu a voluntária do abrigo, Samira El-Hage no Facebook. “Ele queria se esconder debaixo da cama ou fugir sempre que a gente ia para fora. Ele continuava tentando mastigar a coleira e não olhava para nós.”

ANÚNCIO

“Ele só fica naquele canto, sempre de frente para a parede “, acrescentou ela.

Mas El-Hage não foi a única a ficar comovida com a situação de Coby. A vários estados de distância, Leigh Maddox, fundador da Compassion For Cats of Delaware , não podia acreditar que uma família abandonaria seu animal de estimação fiel por causa de algo tão pequeno.

ANÚNCIO

“Ele e sua história tocaram meu coração e eu soube imediatamente que precisávamos de o tirar de lá [do abrigo]”,disse Maddox.

Maddox começou a tomar as providências necessárias para a viagem de quase nove horas entre o abrigo e o novo lar adotivo de Coby em Dover, Delaware. Foi quando a Pilots N Paws , uma organização que voa cachorros em risco para seus lares adotivos, veio em auxilio e “atirou” Coby para os braços da sua adorável mãe adotiva, Olivia Fritz.

Mas a partir do segundo em que o avião pousou, Fritz sabia que ganhar a confiança de Coby não seria fácil. “Coby estava tão enfiado no banco que foi difícil para meu marido tirá-lo de lá”, disse Fritz. “Uma vez que se viu fora do avião, ele ficou tremendo de medo… Ele estava tão “desligado do mundo” que não respondia a nada, nem a ninguém.”

Ao contrário da antiga família de Coby, Fritz fica feliz em tentar encontrar soluções alternativas para manter seu lixo em segurança. “Meus cachorros sempre adoraram escavar o lixo e nós, como uma família, criamos formas criativas de ajudar a eliminar ou minimizar esse comportamento”, disse Fritz. “É isso que uma família deve fazer quando tem um cachorro – e não despejá-los em um abrigo. Toda a história acabou por partir meu coração.”

Agora, depois de quase um mês em seu lar adotivo, Coby está a pouco e pouco, se adaptando à sua nova vida. Ele ainda está com muito medo de sair sozinho e precisa ser carregado para dentro e para fora da casa. Mas ele está caminhando na direção certa, comendo guloseimas da mão de sua mãe adotiva, andando um pouco e mastigando seus ossinhos preferidos.

Mas não importa quanto tempo a recuperação de Coby demore, Fritz está disposta a trabalhar com o cachorro até que esteja pronto para adoção.

“Eu pensei que se eu apenas o segurasse e o beijasse, ele saberia que era amado … mas é muito mais do que isso”, disse Fritz. “Espero que o dano que ele sofreu possa ser superado, mas não será da noite para o dia.”

“Ele é super especial para nós”, acrescentou Fritz, “e ele não terá nada além da melhor família quando estiver pronto!”


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado

Você pode gostar: