Bebê rinoceronte fofinho tenta se mostrar bem ‘feroz’ e ‘assustador’ para turistas de parque

Durante um passeio turístico guiado por uma reserva de vida selvagem na África do Sul, Darren Sheer e sua família de repente se viram cara a cara com uma família de rinocerontes. Um deles realmente chamou a atenção, era um bebê rinoceronte. O que faltava ao baixinho em tamanho, ele mais do que compensava com sua carinha de mal.

ANÚNCIO

O vídeo contagiou o público da internet, já que esses bichinhos são considerados perigosos. Os rinocerontes não são muito bons de vista, mas quando se assustam com a presença de um estranho o perseguem firmemente. O rinoceronte é capaz de correr a 60 quilômetros por hora, ou seja, temos uma má notícia para os humanos que estiverem a pé.

Veja quais conteúdos vai encontrar neste artigo:

ANÚNCIO
  • Vídeo de rinoceronte filhote enfrentando turistas;
  • Curiosidades sobre este animal;
  • O poder do chifre dos rinocerontes
  • Rinocerontes são capazes de fazer os humanos como presas?
  • Peculiaridades dessa espécie de animal.

Experiência inusitada entre rinoceronte e humanos

Tudo começou quando o veículo em que os turistas estavam se deparou com uma mamãe rinoceronte e seu filho na estrada à frente deles. Enquanto os espectadores ficavam mais do que felizes em apreciar aqueles animais majestosos de longe, há cerca de 100 metros deles, o pequeno rinoceronte tinha outros planos. Veja isso:

Na verdade, o rinoceronte filho queria se aproximar dos humanos e impor medo. Correndo bravamente à frente da sua progenitora, o filhote decidiu atacar os turistas. Ele correu, correu e correu, provando o quão ‘assustador’ poderia ser, mas no final foi só isso mesmo. No melhor estilo ‘cão que late não morde’.

ANÚNCIO

O pai da família de turistas declarou ao portal internacional, The Dod, que achou o momento muito emocionante. Ele e sua família seguiram viagem após gravar a cena inusitada em vídeo, publicando posteriormente nas redes sociais. Brincadeiras à parte, a mãe do filhote não pareceu estar muito preocupada na gravação.

Reação da família

Apesar de ter uma família inteira no seu habitat natural, a rinoceronte mãe estava tranquila. Como pode ver no vídeo, ela andava lentamente enquanto o filho fazia seu espetáculo. Provavelmente, ela já tinha visto o filho fazer esse truque antes. Mas para a família Sheers, foi algo verdadeiramente único de se testemunhar.

Segundo o senhor Darren, ele com a sua família, enquanto o bebê rinoceronte também  estava com sua família. Para o turista, o momento foi especial para lembrá-los de vivenciar os momentos especiais com a própria família. São apenas momentos especiais que não serão esquecidos.

O que aconteceria se fosse você a presenciar essa experiência com rinocerontes? Sairia correndo ou pararia no meio do caminho e tiraria fotos? Bom, a família reagiu positivamente. Já que o filhote foi e voltou diversas vezes, na tentativa de assustá-los, mas todos permaneceram. Inclusive, se prestar atenção não dá para ouvir qualquer grito.

Curiosidades sobre rinocerontes

Rinoceronte não é um animal que dá para ter em casa, não é mesmo? Mas como vimos no vídeo, podem surpreender positivamente. Embora não seja uma espécie muito popular, esses bichinhos tem um modo de viver intrigante e que vale a pena dá uma conferida. Por isso, separamos algumas curiosidades sobre rinocerontes.

Fonte: (Reprodução/Internet)

A primeira curiosidade não está relacionada à sua forma de viver, mas sim à sua própria estrutura. Já parou para reparar nos chifres dos rinocerontes? Acredite ou não, mas eles têm propriedades capazes de curar. No continente asiático, os chifres dos rinocerontes são usados para remédios há milhares de anos.

Segundo a International Rhino Foundation, os chifres podem ajudar no tratamento de resfriados, catapora, asma, artrite, tosse e convulsões. Não se sabe a exata ligação, mas eles são compostos por uma proteína famosa no mundo dos cosméticos: a queratina. Para quem não sabe, a queratina está presente nas unhas e cabelos de humanos.

Chifres gigantes e espécies existentes

Ainda, surpreendentemente, os chifres não são ossos e sim creatina pura. Embora não sejam osso, são duros como bicos de tartaruga e cascos de cavalos. Conforme o animal for crescendo, maior vai ficando o seu mecanismo de defesa. Por isso, o chifre do filhote do vídeo é menor. O maior já registrado quase atingiu 150 centímetros.

Em relação às espécies de rinocerontes, no total existem 5 tipos diferentes que são: rinoceronte-de-java, rinoceronte-de-sumatra, rinoceronte-indiano, espécie comum na Malásia, Indonésia, Nepal, Vietnã e Índia; rinoceronte-branco e rinoceronte-preto encontrados em Austral e na África Ocidental.

Inclusive, o rinoceronte-branco é considerado o terceiro maior mamífero terrestre. O grandão só fica atrás dos elefantes asiáticos e africanos. O rinoceronte-branco pode chegar a pesar mais de duas toneladas. Só a cabeça mede 1,8 metros de altura e pesa 900 quilos.

Rinocerontes não comem seres humanos

Para quem está preocupado em se deparar com um rinoceronte, não se preocupe pois eles são animais herbívoros. Ou seja, sua alimentação é regada à frutas, galhos, caules, folhas e gramíneas. Quando citamos sobre ele poder perseguir humanos, não é para comê-los e sim para se defender.

Fonte: (Reprodução/Internet)

Portanto, esse animal pode usar toda a sua força corporal como mecanismo de defesa. Ainda mais com sua alimentação reforçada, já que é capaz de comer até 45 quilos de comida todos os dias. A porção diária é justificada pela própria estrutura do corpo. Acha que é fácil manter essa boa forma?

Além disso, os rinocerontes dormem bem menos do que comem. Esses animais só dormem durante o período mais quente do dia. Apesar de grandões, os rinocerontes também têm suas sensibilidades e se encontram exatamente na pele. Embora seu habitat natural seja em regiões mais quentes, eles são sensíveis às temperaturas altas.

Pele super sensível e comunicação singular

Conforme dito anteriormente, a pele dos rinocerontes é sensível sendo propensa a queimaduras e até picadas de insetos. Por isso, para se proteger, o animal costuma tomar banho de lama para criar uma camada mais resistente na pele. Então, já deu para imaginar o cheiro agradável desses bichos.

Ao mesmo tempo que a pele é sensível, é grossa e resistente. O único fator realmente prejudicial é o clima, ele é a criptonita dos rinocerontes. Falando agora sobre comunicação, este herbívoro se comunica por meio da frequência infrassônica. Os infrassons são ondas sonoras muito graves, fazendo com que a audição humana seja incapaz de captar.

Um fato curioso é que, às vezes, os rinocerontes podem se comunicar através de fezes e espirros. Dá para acreditar? Durante a comunicação, esses animais fazem as chamadas de trombeta rosnando. Normalmente, isso acontece quando estão com raiva. Então, começam a bufar e soltar espirros e fazes como forma de alarme.

Gostam de socializar com sua espécie

Outra curiosidade interessante, é que os rinocerontes gostam de socializar com os colegas. O nível de interação vai depender da espécie. O rinoceronte-negro é conhecido por ser solitário e tímido, além de territorial. No entanto, um estudo revelou que essa espécie gosta de interagir com outros rinocerontes nos poços de água durante a noite.

Fonte: (Reprodução/Internet)

Já os rinocerontes-brancos são os populares do grupinho, conhecidos por ser os mais sociáveis das 5 espécies. É comum vê-los em grandes grupos de rinocerontes, com até 15 bichos. Mas cuidado, eles são sociáveis apenas com animais da sua espécie. Isto é, não são muito tolerantes com outros animais.

No geral, a personalidade dos rinocerontes é de animais que gostam de viver sozinhos. Além de serem bravos e sem paciência, possuem o temperamento forte. Geralmente, esses herbívoros só procuram companhia para reproduzir e preferem viver a maior parte da sua vida adulta completamente solitários.

Tempo de vida

É comum que os rinocerontes vivam entre 35 a 50 anos, isso se não forem alvo de ataques humanos. Para ter uma breve noção, em 2013, o rinoceronte-negro do oeste foi dada como extinta. Recentemente, outro levantamento foi feito e apontou que o rinoceronte-negro do leste, pode ser a próxima espécie a ser extinta.

De uma forma geral, todas as espécies de rinocerontes estão sob ameaça de extinção. O principal motivo é o fato de serem animais pouco férteis. Cada rinoceronte fêmea tem apenas uma cria a cada dois anos, se tornando altamente vulneráveis à caça. Outra questão é a destruição do seu habitat, que interfere diretamente na sua existência.

Os biólogos descobriram que as rinocerontes-brancos fêmeas Fatu e Najin são as últimas de sua espécie. As duas são da mesma família do último macho dessa espécie, que precisou ser sacrificado devido a uma infecção grave. Já a espécie javan, que vivia livremente pelo sudeste da Ásia, está em um parque da Indonésia com mais 74 animais.

Rinoceronte gigante é descoberto

Para os estudiosos não era novidade que rinocerontes gigantes habitaram a terra há milhões de anos atrás. O Leste Europeu e a Ásia era os habitats naturais desses animais. No entanto, foi descoberta uma nova espécie de rinoceronte gigante sem chifre que é tão grande que chega a se maior que uma girafa.

Conforme estudos publicados na revista Communications Biology, o grandão foi batizado com o nome de Paraceratherium linxiaense. Os seus fósseis foram encontrados em região chinesa chamada Linxia. Segundo a revista, essa espécie viveu em lugares que hoje conhecemos como Cazaquistão, Paquistão, Mongólia e China.

ANÚNCIO