Após cadelinha resgatada perder a vida para a cinomose, abrigo alerta sobre a letalidade do vírus

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Infelizmente, nem todos os trabalhos de resgate realizados em benefício dos animais acaba sendo bem-sucedido, por uma variada gama de razões: às vezes, os pets já estão fraquinhos demais até para serem transferidos para uma clínica; em outras, é tarde demais – os voluntários chegam ao local apenas para confirmarem o falecimento dos bichinhos.

ANÚNCIO

É uma realidade dura e calamitosa que qualquer ativista precisa lidar com mais frequência do que se imagina.

Leia também: Menina estende seu guarda-chuva para proteger cachorrinho sem-teto de forte temporal

ANÚNCIO

Foi o que aconteceu recentemente com a equipe de resgate da ONG ‘Cadeia Para Maus Tratos’ para com uma cachorrinha bastante debilitada, que não resistiu à cinomose.

“Ela virou estrelinha. 😔🖤 Nossa equipe recebeu um pedido de ajuda para resgatar uma pitbull que foi abandonada e estava em estado grave, provavelmente com cinomose. Recebemos o apoio da Ajude Patinhas Carentes e do nosso parceiro Pit Sales. Porém, infelizmente, apesar de todos os esforços, a cachorra não resistiu e acabou falecendo”, escreveu a ONG em tom de lamento no Instagram.

ANÚNCIO

Leia também: Cãozinho que ficou preso em rio semi-congelado por 4 dias é adotado pelo homem que o resgatou

Em questão de horas, mais de 65 mil pessoas deixaram mensagens de condolência ao falecimento da cadela. Uma situação realmente lamentável…

ANÚNCIO

A cinomose é uma doença grave que afeta, principalmente, cachorros filhotes e idosos que estejam com a imunidade baixa, mas pode acometer qualquer cão, em qualquer idade. É altamente contagiosa e multissistêmica, o que significa que, durante a evolução, ela pode ocasionar diversos sintomas e atingir todo o organismo.

Caso seu animal de estimação manifeste sintomas da doença, leve-o imediatamente a um veterinário. A cinomose, em última instância, é fatal.

Saiba mais assistindo ao vídeo abaixo: