A carta que este jovem escreveu à sua cadela que morreu aos 18 anos, emociona qualquer um

Nunca é fácil dizer adeus a um amigo. Especialmente um que tenha estado uma vida inteira ao seu lado. E, quando Andy Godoy teve que se despedir da sua cadelinha, Jessie, teve de o fazer com o coração despedaçado em mil pedaços. Ainda assim, reuniu todas as forças que lhe restavam, para poder lhe prestar a sua última homenagem.

É muito fácil se identificar com a carta que Andy escreveu, principalmente se tiver um cachorro. Originalmente, Andy a publicou no site da Animal Rescue e todos que leram a carta, sem exceção, dizem que assim que começaram a ler, as lágrimas começaram a escorrer pelos seus rostos. E acredito, verdadeiramente, que você pelo menos, se irá identificar.

“Querida Jessie,

Quando eu a adotei, eu sussurrei ao seu ouvido “você tem que viver para sempre, ok?” Com o passar dos anos, quando imaginava a minha vida sem você, voltava a repetir que tinhas que viver para sempre.

Meu corpo ainda quer te levar a passear. Sua trela ainda está pendurada na porta à espera de ouvir as mesmas palavras de sempre: “Você quer sair por um pouco?” Muita coisa aconteceu nestes últimos dias e instintivamente, dou por mim a olhar para o relógio para saber quanto tempo falta para ir passear novamente com você.

Quando estou comendo meus biscoitos, ainda levanto os olhos para encontrá-la e compartilhar com você os biscoitos que tanto gosta.

Sempre foste a cadela perfeita para mim. Tão calma e tranquila… Nunca fizeste xixi ou mordeste as minhas coisas. Ladravas tão pouco, que por vezes quando o fazias, te assustavas a ti mesma.

Você esteve comigo nos bons e nos maus momentos. Nunca, mas NUNCA, me julgou… mesmo quando eu pesava 90 quilos e estava tentando fazer aeróbica na televisão. Sempre abanou sua cauda quando estava com você.

Ficava encantado quando brincavas com as crianças, sabia que podia confiar em ti. E quando você cresceu e o pelo em seu rosto começou a ficar branco, alguns dos garotos da vizinhança te chamavam de vóvó.

Mesmo quando você já não conseguia mastigar coisas duras, ou quando começou  a perder o interesse nos seus brinquedos e tivemos que passar a caminhar mais, eu sempre te amei.

Você confiou em mim até o final. Acreditaste em mim quando eu disse que não tinhas que viver para sempre e que não haveria problema se tivesses que partir.

Senti quando a vida deixou o teu corpo e levou um pedaço de mim com ela.

Eu te amo, doce Jessie. Vejo você em outra vida.

Que as memórias de seus cachorros o preencham de felicidade até que se encontrem novamente”.


Comovente né? Tão verdadeira e tão profunda! Sem palavras!


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado

Tradução Portal do Animal / Fonte: Wamiz

Todos os dias, filhote de cervo espera cachorro na floresta para brincarem juntos
Esquilo ‘mafioso’ negocia nozes com vendedor em troca de sua ‘proteção’
Cachorrinha foge de casa para dar um ‘rolê’ com cervo na floresta
Baleia é encontrada morta em praia com mais de 100 kg de plástico em seu estômago
Pit bull recebe linda serenata do seu pai: ‘Ela estava adorando cada minuto’
Todos os dias, filhote de cervo espera cachorro na floresta para brincarem juntos
Cadelinha cuida de um galho por 5 anos como se ele fosse seu próprio filho
Cachorrinha recebe mais de 30 pedidos de adoção após salvar 5 gatinhos do frio
Cachorrinha recebe mais de 30 pedidos de adoção após salvar 5 gatinhos do frio
Voluntário transforma caixas térmicas descartadas em casinhas para gatos de rua
Caminhoneiro chora ao rever seu gato, após 2 meses separados: ‘Foi um milagre de Natal’
Menina não consegue sustentar gata e é forçada a deixá-la na rua com bilhete: ‘Adeus, Violet’