8 benefícios de ter um gato em casa de acordo com a ciência

Existem mais de 210 milhões de gatos ao redor do mundo, 22 milhões apenas no Brasil. Ao lado dos cachorros, eles são os animais de estimação mais populosos globalmente.

Conhecidos por sua personalidade versátil, ora introvertida, ora brincalhona, os gatos são realmente muito bons em decifrar o estado emocional de seus donos.

Ter a companhia desses animais, como 1 em cada 6 lares brasileiros, oferece interessantes benefícios para seus donos, como tranquilidade, carinho, parcimônia e harmonia.

Listamos abaixo 8 benefícios de ter um gato em casa, de acordo com a ciência. Confira:

1. O ronronar é um som com poder de cura para os gatos e que faz bem à nossa saúde

O famoso ronronar é um som característico dos felinos.

Trata-se de uma forma de comunicação com seus donos, demonstrando quando eles têm fome, sede, dor ou quando se sentem incomodados.

Segundo pesquisadores, a frequência sonora desses sons tem poder de cura porque funciona como uma espécie de terapia para eles mesmos. Dessa forma, os bichanos aliviam incômodos. O mesmo pode acontecer com as pessoas que estão ao lado deles.

2. Tranquilizam, relaxam e são ótimas companhias para os maus momentos

Acariciar um gatinho pode nos gerar grande satisfação pessoal e tranquilidade mental.

Alguns estudos apontam que ter um gato ou outro animal de estimação é uma maneira de eliminar o estresse e a ansiedade, o que diminui a pressão arterial e a frequência cardíaca e nos deixa mais relaxados e sem preocupações. Ter um gato em casa é a melhor maneira que uma pessoa pode encontrar para não se sentir sozinha.

3. Nos ajudam a dormir melhor

Por vezes, imaginamos que o gato dorme em nossa cama para poder se esquentar… mas não. Quando chega a hora de dormir, eles também procuram afeto e proteção.

Estar conosco faz com que se sintam mais seguros, podendo descansar do estado de alerta em que ficam durante todo o dia. Se você estiver com dificuldade para dormir, tente colocar um gato na sua frente por 5 minutos e sinta como o peso do cansaço do dia a dia diminui.

4. Trazem alegria para a nossa vida e nos fazem rir

Um exótico estudo nos Estados Unidos demonstrou que ver vídeos de gatos na internet se transformou em um dos passatempos mais populares de hoje em dia porque as pessoas se sentem mais animadas e positivas. Outra pesquisa concluiu que, após ver algumas fotos e vídeos, as pessoas passam a trabalhar de maneira muito mais produtiva.

5. Ajudam a comunicação de pessoas com autismo

Pessoas que sofrem com o autismo geralmente têm dificuldades em se comunicar.

Demonstrou-se que as terapias com animais são ótimas ferramentas porque os pacientes sentem uma conexão forte com eles. Um estudo descobriu que as crianças com bichos de estimação se sentem mais tranquilas e são mais sociáveis.

Ao fazer carinho em um gato, os níveis de ocitocina podem aumentar, elevando, assim, o sentimento de confiança e de amor. Iris Grace, uma garotinha com autismo, costuma receber ajuda de sua gata, Thula, para falar com outras pessoas.

6. Ter gatos ajuda a reduzir as alergias (sobretudo em crianças)

Alguns acreditam que onde há um bebê não deve haver gatos.

No entanto, um estudo descobriu que as crianças com menos de 1 ano que convivem com gatos durante o crescimento têm menor probabilidade de desenvolver alergias. Estar ao lado dos animais no começo de nossas vidas é uma maneira de evitar que as alergias surjam mais para frente (a animais ou ao pó).

7. Os gatos são amigáveis

Embora posem de ‘animais independentes’, os garotos são bastante sociáveis e adoram interagir com os seres humanos.

Um estudo concluiu que muitos preferem socializar ao invés de comer ou brincar com objetos. Durante esse experimento, quando privados de determinadas coisas, depois de algumas horas, os bichanos (ou a maioria deles) correram para seus donos. Poucos mostraram mais interesse pela comida.

8. Donos de gatos são mais inteligentes que donos de cachorros

Deixando a guerra entre os donos de gatos e os donos de cachorros de lado, um estudo concluiu que as pessoas que têm cachorros são mais ativas, extrovertidas e costumam passar mais tempo fora de casa.

Por outro lado, pessoas com gatos são mais introvertidas e adoram ficar em casa, relaxando, lendo ou vendo um filme. Além disso, elas se interessam por temas culturais e acadêmicos.

Contudo, o estudo também determinou que os donos de gatos podem ser mais inteligentes que os de cachorros, resultado baseado nas diferentes personalidades e interesses de cada grupo.


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!

Escrito por Gabriel Pietro

Estudante se torna ‘mamãe’ de um burrinho que só precisava de carinho
Exausto e de olhos lacrimejantes. Urso polar aparece em cidade na Sibéria
Jovem recebe visita “mágica” de pequena borboleta e comove as redes sociais
4 quadrinhos hilários explicando porque os gatos são melhores que os cachorros
Mulher se desfaz em lágrimas ao ver seu cão roubado, mal se aguentando de pé 2 anos depois
Homem é preso por voltar atrás e salvar seu cachorro da sua casa em chamas
Motorista perde o controlo e derruba 11 postes no interior de SP ao desviar de cachorro
Foto de cachorro abraçando seu amigo em abrigo viraliza e acaba salvando as suas vidas
Gato se esconde em carro e aparece no velório de dona que morreu em acidente de ônibus
Morreu Grumpy, o gato que inspirou milhões com seus memes na Internet
Gato estraga fones de ouvido, dono reclama, e ele volta com uma cobra como “substitutivo”
Gatinha recém-nascida não para de sorrir após ser resgatado das ruas